NYC: e a viagem verdadeiramente começa!

Merecido descanso!

Ainda no México, aproveitamos a boa vontade de um funcionário do aeroporto que nos deu acesso ilimitado à Wi-Fi e acessamos o site do booking, onde reservamos, numa promoção de última hora, um quarto no Night Hotel Times Square. Lá, pernoitaríamos do dia 27 para o dia 28 de outubro de 2015. A localização era no coração de Manhantan, bem ao lado da Times Square. (Custou algo em torno de R$ 250,00).

Chegamos cedinho do dia 27 ao hotel, deixamos nossas malas, conseguimos um early check in, tomamos um banho e fomos passear pela cidade. Depois da nossa saga para chegarmos à terra do tio Sam (vide link “Conexão no México“), estávamos tão exaustos que só pensávamos em relaxar, mas já que estávamos em NYC, aproveitamos para dar uma volta, né? A gente também precisava descansar a mente e começar, de verdade, as nossas férias, longe de stress!

Como já conhecíamos bem Nova York (passamos a virada do ano 2011/2012 por lá), saímos sem compromisso. Fomos à Times Square, o Yuri se divertiu demais com os diversos artistas de rua fantasiados de personagens, entramos na loja da M&M’s e fomos almoçar no Oliver Garden.

A primeira impressão do restaurante é das melhores. Logo de cara, eles disponibilizaram um livreto para colorir e uma caixinha com giz de cera, o que deixou nosso pequeno Yuri, então com 1 ano e 10 meses, concentrado por um bom tempo! Pelo menos até chegar nosso pedido. O bichinho sempre foi bom de boca, graças a Deus!

Pedimos como entrada um Calamari (Lula empanada servida com molho pepper corn e molho marinara), que nos surpreendeu, muito saboroso. Para o prato principal fomos de Steak Gorgonzola Alfredo (Escalopes de filé mignon grelhados, regados com aceto balsâmico, servido sobre fettuccine Alfredo, acrescido de espinafre, queijo gorgonzola e tomate seco) e Shrimp Scampi (Camarões refogados com aspargos e tomate em um cremoso molho de alho, servido sobre macarrão tipo capellini). Toda a comida estava saborosíssima, e Yuri comeu bastante um pouco de cada prato.

Almoçamos muito bem, estávamos prontos para bater pernas pela cidade.

Caminhamos em direção à Toys’r’Us da própria Times Square, procurávamos um carrinho de bebê que fosse prático para as viagens, estilo guarda-chuva, mas, FELIZMENTE (mais à frente vocês vão entender o porquê), naquela loja não tinha o carrinho que queríamos.

Frustrados, resolvemos ir caminhando à Union Square, já que lá tinha uma unidade da Babies’r’Us. O Yuri nos acompanhava aconchegado no sling. Para nossa sorte, na esquina da loja, tinha um carrinho de bebê super bem conservado, que parecia abandonado, próximo a uma lixeira. Como estranhamos a situação, decidimos aguardar e observar uns 10 minutos para ver se realmente o carrinho não tinha dono.

E não é que aquele carrinho semi-novo de bebê estava mesmo abandonado?! Coisas dos Estados Unidos… Demos um breve VIVA à sociedade de consumo americana e ao capitalismo exacerbado e nos apossamos do nosso mais novo semi-novo carrinho de bebê!!! Rssss

Entramos na Babies’r’Us da Union Square e compramos tão somente mantas para forrar o carrinho recém “adquirido” e já poder estreá-lo com o Yuri. Nossos braços – e coluna! – agradeceram bastante, já que o pequeno, como estava exausto, dormia – e pesava! – como uma pedra.

Saímos felizes da vida, como crianças, desfilando com o novo brinquedo. Demos uma rápida passada na Barnes and Noble, ainda na praça. Folheamos alguns livros e quase ficamos para uma tarde de autógrafos com a Drew Barrymore na livraria. Mas “esnobamos” a eterna Gertie do filme E.T e decidimos continuar nosso passeio.

Fizemos uma pausa, aproveitando que o Yuri ainda dormia, para tomar uns chopps para lá de especiais no Republic Bar, na Union Square.

De lá, já quase anoitecendo, pegamos o metrô em direção a uma estação próxima à B&H Photo Video Superstore (420 9th Ave). Saindo da estação, no caminho para a B&H, paramos para saborear um delicioso hamburguer no Five GuysFive Guys, uma rede de fastfood americana que nós adoramos. Dica: a loja disponibiliza sacos de amendoins, salgadinhos e ainda na casca, que ficam expostos para vc comer à vontade enquanto espera o seu sanduba!

Em seguida, chegamos ao paraíso da fotografia. A B&H é simplesmente uma perdição para quem curte fotografia, filmagem e afins… Uma diversidade enorme de produtos a preços bem convidativos.

Além de vender produtos novos, eles compram produtos usados e também vendem produtos “refurbisheds“, em outras palavras, produtos que possuíam algum problema (geralmente simples) e que foram recondicionados, consertados, que ficam bem mais baratos que os novos.

Como chegamos quase na hora da loja fechar, demos uma rápida olhada nos produtos novos e fomos correndo ver os produtos restaurados. Pedimos algumas sugestões ao vendedor, que já não estava com tanta paciência por conta do avançado da hora, que nos mostrou algumas opções de produtos recondicionados. Como ficamos na dúvida – e para não abusar da já escassa paciência do vendedor – resolvemos pensar e voltar no dia seguinte para realizar a compra.

Voltando para o hotel a pé, curtimos um pouco do agito noturno da Times Square, quando vimos uma lanchonete que parecia ser muito boa.

A Erica resolveu voltar logo para o hotel com o Yuri, que já dormia, enquanto o Fernando foi comprar algo para que pudessem comer.

O Fernando entrou na Ruby Tuesday (na esquina da 41st St com a 7th Ave) e pediu dois hamburgueres e fritas “to take away“, para viagem. Ao chegar no quarto do hotel, para sua surpresa, o pequeno viajante estava mais acesso que vela em dia de procissão. Inicialmente, ficamos apreensivos já que o Yuri não conhecia batata frita ou hamburguer, mas no final relaxamos e fizemos, então, a primeira farra de bagulho do pequeno – e, diga-se de passagem, tudo estava uma delícia!

Após a merecida noite de descanso (acreditem, nada mais cansativo que perder uma conexão com um bebê e “grávidos” de outro), tomamos nosso café da manhã, fizemos logo o check out do hotel e pedimos para usar o serviço de guarda volume para deixar nossas malas enquanto passeávamos mais um pouco pela Big Apple.

Saímos novamente em direção à B&H para concluir nossas compras. Lá chegando, fomos tentar vender nossa câmera antiga que, apesar do pouco uso, havia levado uma queda e tinha um amassão lateral. E foi exatamente esse detalhe que nos impediu de fechar negócio…

Demos mais uma olhada nas câmeras “refurbisheds” e compramos uma Canon. Compramos, ainda, uma capa de celular superpotente com proteção aquática, na seção de produtos novos.

Ao sairmos da loja, almoçamos em um restaurante tipo self-service nas proximidades, chamado Cafe Bistro (312 W 34th St, New York), e que tinha uma variedade de comidas, com opções de arroz, frango, saladas, verduras cozidas, frutas higienizadas, excelente opção para a gente, com um bebê de 1 ano e 4 meses!

Depois disso, voltamos ao Hotel só para pegar as malas. A caminho da estação, decidimos circular mais um pouco e fizemos uma parada no McHale’s Bar and Grill (251 W 51st St.) para umas cervejinhas deliciosas (blue moon, samuel adams, sierra nevada pale ale, brooklyn…).

Em seguida, fomos à estação 42 St & Port Authority Bus Terminal (linhas de metrô A, C e E), para finalmente pegarmos o ônibus rumo à Maplewood, onde começaríamos uma nova etapa da nossa viagem: Couchsurfing na casa da Rosine.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s