Contratempos rumo à Terra do Tio SAM.

Estávamos bem corridos para a nossa viagem. Yuri, nosso bebê de 1 ano de 8 meses adoeceu.

Estava com febre de mais de 39°C desde quarta e já viajaríamos domingo. Apareceram umas pintinhas pelo corpo e os médicos suspeitaram até de catapora. Mas graças a Deus, no dia da viagem, a febre e as pintinhas foram embora!!!

Nesse dia resolvemos comprar mais alguns dólares. A economia do Brasil não estava lá essas coisas, com o dólar a 4 reais. Então, o Fernando aproveitou que um amigo estava vendendo a moeda com 20% de desconto e correu com o Yuri até o Terraço Shopping (Brasília/DF) para fazer a transferência relativa à compra; enquanto a Erica, que havia descoberto uma infecção urinária na madrugada ao conferir o resultado online de um exame, estava na Maternidade Brasília correndo atrás de uma receita de antibiótico para combater a doença. Afinal, na gravidez, essa doença é perigosa e poderia pôr em risco a nossa bebê.

A Erica conseguiu a receita e foi buscar o Fernando no Terraço shopping, quando veio a notícia de que ele teve o seu celular furtado!

É.. Ele foi transferir o dinheiro para a compra daqueles dólares e esqueceu o celular no caixa automático. Quando voltou o celular não estava mais lá!

Ok. Bola pra frente. Voltamos para casa para almoçar e terminar as malas. Descansamos um pouco. Esquecemos diversas coisas (pau de selfie, gorro do Yuri… mas não esquecemos o horário do vôo Brasília – Guarulhos, às 18h!!!)
Joelma, nossa prima, foi nos deixar no aeroporto. Despachamos as malas com a TAM e logo entramos na sala de embarque.

Yuri viajou como bebê e não teve direito a assento algum. Aquela perna para Guarulhos, que compramos com milhas, foi tranquila.

Aqui, vale uma observação: compramos os bilhetes aéreos do trecho principal, São Paulo (Guarulhos) – Nova York, com conexão na Cidade do México, no próprio site da companhia aérea Aeroméxico, preenchendo, obviamente, os campos de 2 adultos e uma criança com menos de 2 anos.

Parecia tudo correto, o preço tinha sido o mesmo que um blog conhecido de viagens havia anunciado, só estranhamos que o site não solicitou o nome do Yuri. A passagem de ida saía de São Paulo à noite e chegava à Cidade do México por volta das 6h00 da manhã do dia seguinte, horário local. Lá ficaríamos até às 15h40, horário em que partiríamos para Nova York.

Então, assim que fechamos o negócio pelo site, resolvemos ligar para a Aeroméxico para tentar fazer um stop-over e dormir ao menos uma noite na Cidade do México, assim a viagem ficaria um pouco menos cansativa, já que, como dito, além de viajar com uma criança de 1 ano, a Erica estava grávida.

Ao ligarmos, a atendente informou que para mudar esse trecho teríamos que ligar para outro departamento, mas já adiantou que provavelmente iria ter um acréscimo grande para fazer a mudança. Diante dessa informação, desistimos de pronto ao que a atendente nos falou que estava vendo que na nossa reserva tinha um bebê, mas que não constava o nome dele. Realizando o devido registro do nome, a funcionária disse que estava tudo certo e que realmente no site não havia espaço para o preenchimento de referida informação.

Chegamos a Guarulhos (sorte a nossa que com bastante antecedência) e resolvemos fazer o nosso check-in antes de lancharmos, para podermos comer mais tranquilos antes do momento do vôo, apesar do que já estava passando a hora do Yuri comer. E qual não foi a nossa surpresa ao descobrirmos que o nosso filho de apenas 1 ano não tinha reserva!?!?!? Como assim?!?!?! Questionamos, mas o atendente pediu que nos direcionássemos ao balcão onde funcionava a loja da empresa aérea no aeroporto.

Já contrariados, dirigimo-nos ao balcão indicado. Lá chegando, só havia uma pessoa atendendo, um rapaz em atendimento e outro rapaz aguardando ser atendido. Notem que deveríamos ser considerados duplamente prioritários, vez que a Erica estava grávida (já de 7 meses, com considerável barriga!) e o Fernando com o filho de 1 ano no colo. Ao final do atendimento do primeiro rapaz, Erica se aproximou do balcão, ao que o atendente rispidamente indicou que o outro rapaz já estava esperando a mais tempo. Ainda com toda argumentação acerca da prioridade, fomos solenemente ignorados. Tivemos que aguardar!

Como já se passava um bom tempo desde a última refeição, Yuri começou a chorar, cansado, entediado e com fome, chegando a ser perceptível que estava atrapalhando inclusive o atendimento da própria companhia que nos negou a prioridade. Sem muita opção, permanecemos lá aguardando a nossa vez. Depois de mais ou menos 30 minutos, finalmente fomos atendidos e passamos mais uns 30 minutos – voltamos a dizer: sorte a nossa de sermos precavidos e chegarmos com bastante antecedência no aeroporto!!! Durante nosso atendimento, percebemos um desconforto do próprio funcionário da Aeroméxico procurando alguma solução para algo que ainda não estávamos entendendo.

Quando ele anunciou o valor de teríamos que desembolsar, compreendemos.o que estava acontecendo: ele nos falou que teríamos que pagar o equivalente a 10% da tarifa da passagem em dólar (que estava em ascenção astronômica!) no valor de R$ 457,10!!! E ele estava tentando encontrar uma tarifa parecida com a que havíamos pagado. Ocorre que compramos as nossas passagens no que achávamos ser uma super promoção, já que pagamos R$830,00 para cada um.

Naquele momento, estávamos extremamente contrariados, sentindo-nos enganados, ludibriados e extorquidos, já que não tínhamos opção: ou pagávamos o que estavam nos impondo ou nosso filho DE 1 ANO ficava em São Paulo, sendo que nem assento no avião ele ocupava…

Deixamos claro que estávamos pagando aquela taxa totalmente contra nossa vontade e que se a empresa tivesse acrescentado esse valor no momento correto, ou seja, quando da compra das nossas passagens, teríamos tido a oportunidade de pesquisar outras companhias aéreas e, de repente, até mesmo desistir da viagem.

Resolvido o problema, fomos correndo comer alguma coisa e embarcamos rumo à terra do Tio SAM! Pelo menos conseguimos uma fileira com uma cadeira livre para o Yuri usar. Ufa, agora vamos relaxar!!!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s